Hans Ulrich Obrist

Sábado, 11 Setembro, 2010 - 12:00

TEMA: Uma reflexão sobre a criatividade, a inventividade e a arte. O Futuro da Curadoria.
Durante a última década o museu tem gerado uma crescente diversidade de formatos: laboratórios de pesquisa, cursos nocturnos, maratonas, feiras da ladra, entre outros. Qual será o próximo formato? O curador Hans Ulrich Obrist irá falar, na sua conferência no Carpe Diem Arte e Pesquisa,  sobre o presente e o futuro da curadoria e sobre o papel diversificado do museu. O curador e teórico falará sobre a sua visão da curadoria como um processo que se expande para incluir não só a arte no seu sentido restrito, mas também num âmbito mais vasto de actividades criativas.
Hans Ulrich Obrist irá ainda apresentar os seus livros Entrevistas Vol I e II, editados no Brasil pela editora Cobogó, uma coleção de entrevistas com arquitetos, artistas, curadores, cineastas, músicos, filósofos, teóricos sociais e urbanistas.
Além de Co-Director de exposições e programas e Director de Projetos Internacionais da Serpentine Gallery, em Londres, Hans Ulrich Obrist acolhe anualmente uma série de Marathons, uma plataforma que iniciou em 2006, como uma extensão das suas entrevistas. Este ano a Map Marathon irá centrar-se na polifonia e na topologia do mundo da arte, reunindo 50 figuras extraordinárias para mostrar mapas possíveis para a década vindoura.
Finalmente, Hans Ulrich Obrist falará sobre o seu trabalho em parceria com o curador Philippe Parreno – Il Postino del Tempo – realizado para o Festival International de Manchester em 2007.  A exposição apresenta num palco de teatro,  reuniu numa série de obras cujo tema era o tempo. O objectivo era mostrar trabalhos que procuravam ocupar o tempo e não o espaço, numa tentativa de redefinir a experiência das artes visuais.
 
Biografia Hans Ulrich Obrist
Hans Ulrich Obrist nasceu em Zurique, em Maio de 1968.
Torna-se co-diretor de Exposições e Programas e Diretor de Projetos Internacionais da Serpentine Gallery em Abril de 2006, juntando-se à equipa de Julia Peyton-Jones, a diretora da Serpentine Gallery.
Antes disso foi o curador do Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris entre 2000 e 2006, bem como curador do Museum in Progress, em Viena entre 1993 e 2000.
Obrist foi curador e co-curador de mais de 200 exposições individuais e colectivas, e de bienais internacionais, desde 1991, entre as quais: World Soup, 1991; do it, 1994; Take Me, I’m Yours, 1995;Manifesta 1, 1996; Laboratorium, 1999; Cities on the Move, 1997; Live/Life, 1996; Nuit Blanche, 1998;1st Berlin Biennale, 1998; Utopia Station, 2003; 2nd Guangzhou Triennale, 2005; Dakar Biennale, 2004;1st & 2nd Moscow Biennale, 2005 and 2007; Lyon Biennale, 2007; e Yokohama Triennale, 2008.
Em 2007, Hans Ulrich foi ainda co-curador da Il Tempo del Postino com Philippe Parreno para o Festival International de Manchester; e esteve também presente na Art Basel 2009, organizada pela Fondation Beyeler e Basel Theater. No mesmo ano, o Van Alen Institute concedeu-lhe o New York Prize Senior Fellowship para 2007-2008. Em 2008 foi curador da Everstill na Lorca House de Granada.
A série de eventos públicos, Marathon, foi concebida por Hans Ulrich Obrist em Stuttgart em 2005. O primeiro evento da série Serpentine -  a Interview Marathon realizou-se em 2006, e envolveu entrevistas com personalidades da cultura contemporânea, conduzidas por Obrist e arquiteto Rem Koolhaas, durante 24 horas. Este evento foi seguido pela Marathon Experiment, concebida por Obrist em parceria com a artista Olafur Eliasson em 2007, incluindo 50 ensaios por oradores tanto das artes como da ciência; seguiu-se a Manifesto Marathon em 2008 e  a Poetry Marathon em 2009.
Em 2009 Obrist foi nomeado membro honorário do Royal Institute of British Architects (RIBA).
As suas publicações mais recentes incluem: A Brief History of Curating, JPP Ringier; Gerhard Richter Text, Verlag der Buchhandlung Walther König/Thames & Hudson, The Pen is the Sister of the Brush, Maria Lassnig, Steidl; Gerhard Richter Obrist, Verlag der Buchhandlung Walther König; Ai Wei Wei, Ways Beyond Art, Ivory Press; Susan Hefuna Pars Pro Toto II, Kehrer; Hans-Peter Feldmann, Interview, Verlag der Buchhandlung Walther König; The Conversation Series, volumes 1-20, Verlag der Buchhandlung Walther König: Robert Crumb, John Chamberlain, Konrad Klapheck/Hans Peter Feldmann, Rem Koolhaas, Rosemarie Trockel, Wolfgang Tillmans, Yona Friedman, Zaha Hadid, Gilbert and George, Thomas Demand, Nancy Spero, Dominique Gonzalez- Foerster, Olafur Eliasson, Philippe Parreno, Enzo Mari, Gustav Metzger, Yoko Ono, John Baldassari, Christian Boltanski and Rirkrit Tiravanija.
Obrist é ainda editor da Abitare MagazineArtforumParadis Magazine e 032c Magazine.

Toggle collapsible region

desenvolvido por white imago