Conversa com Miguelangelo Veiga

Quinta, 12 Maio, 2016 - 18:30

Miguelangelo Veiga, que apresenta no 21.º Programa de Exposições do Carpe Diem o trabalho We are the architects of our own destruction, e Cláudia Marques Santos convidam-nos para uma conversa informal, ao final da tarde, no Carpe Diem Arte e Pesquisa.

Miguelangelo Veiga (n. Lisboa 1974) licenciou-se em Pintura no ano de 2003 pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa, frequentou em 2007 a Escola de Artes Visuais Maumaus. Desenvolve investigação no campo das artes visuais desde 2000, nomeadamente, nas vertentes de Desenho, Pintura, Instalação e Vídeo. Em 2002, realizou a primeira mostra coletiva com destaque público: “The opposite direction/ easily reversible”, na Galeria Zé dos Bois (ZDB) destacam-se as participações no Open studio/Residência “O Sítio das Artes”, promovido pelo Fórum Cultural - O Estado do Mundo no Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian (2007). Em 2010, foi selecionado pelos curadores da The Phillips Collection e do Katzen Arts Center American University Museum para representar Portugal na exposição “Loop: Contemporary Vídeo Art From the E.U.”, no National Portrait Gallery, em Washington D.C. Em 2013, integrou o programa de Projetos Associados da Trienal de Arquitectura de Lisboa – Close, Closer – com “Domino / Ready for the fall em Curating the Domestic - Images at Home”. Está representado em diversas coleções públicas e privadas destacando-se; PLMJ (Portugal), Centro de Artes Plásticas de Coimbra (Portugal), Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa (Portugal), Al Maqam (colec. Mohamed Mourabiti, Marrocos), Fundação do Fórum de Assilah (Marrocos) e colecção Al Asmakh International Art Collection (Qatar). Vive e trabalha em Lisboa.

Licenciada em Ciências da Comunicação e Mestre em Cultura Contemporânea e Novas Tecnologias pela Universidade Nova de Lisboa, Cláudia Marques Santos é uma jornalista freelancer a trabalhar na área da cultura há 16 anos. Tem artigos publicados em imprensa – começou a carreira no semanário O Independente e tem artigos publicados na UP Inflight Mag, Máxima, Notícias Magazine (Diário de Notícias/ Jornal de Notícias) e Vogue Portugal – e, em televisão, numa colaboração assídua com a produtora Subfilmes, tem um vasto know how editorial em magazines semanais de cultura – POP UP (RTP 2), FUZZ (SIC Radical), LISBOA MISTURA TV (SIC Notícias), BLITZ TV (SIC Notícias), FACTOR K (SIC K) –, documentários ('Não Me Obriguem a Vir para a Rua Gritar' sobre Zeca Afonso, RTP 1; 'Lisboa Mistura TV Doc', SIC Notícias), entrevistas e reportagens, entre as quais uma série de cinco grandes reportagens filmadas nos Estados Unidos sobre o sistema educativo norte-americano, para a SIC. O seu último projecto chama-se If You Walk the Galaxies, uma plataforma online que aloja entrevistas filmadas em formato slow journalism a artistas plásticos, visuais e performativos, músicos, escritores, arquitectos, designers, cineastas, pensadores.

Toggle collapsible region

desenvolvido por white imago