Conversa com Edgar Pires

Quarta-feira, 25 de Junho às 18h30
Moderador: Nuno Rodrigues de Sousa

Durante o ano de residência no CDAP o artista desenvolveu um processo efémero e espontâneo de apropriação e manipulação directa de imagens de luz, na sala branca do Palácio Pombal, que culminou no projecto expositivo apresentado. Nesta conversa o artista irá apresentar a documentação deste processo que deambula entre a fotografia e o vídeo, evocando a sua experiência de observação quotidiana que influencia o seu processo criativo.


BIOGRAFIA

Edgar Pires nasceu em Oeiras em 1982. É licenciado em Escultura, pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa em 2007. Destaca-se no seu percurso, as exposições individuais Incolor, Sala do Veado em Lisboa (2013), Luz, Espaço e Acções, Sala Bebé / Espaço Avenida, em Lisboa (2012), (Re)acção, Lagar do Azeite, em Oeiras (2009); as exposições colectivas, Superfície/Obstáculo, com Nuno Rodrigues de Sousa, Residência COOP, em Lisboa (2013), Entre Muros – Junho das Artes, em Óbidos (2010) e foi artista residente no Carpe Diem Arte e Pesquisa (2013/14); prémios, (2009) Menção Honrosa - Jovens Criadores Aveiro 09 – categoria escultura, (2006) primeiro lugar (ex-aequo) com o Prémio Fundação Marquês de Pombal – Artes plásticas/ Arte Contemporânea – Jovens Artistas, em 2006.

Nuno Rodrigues de Sousa (1977), vive e trabalha em Lisboa. Estudou Artes Plásticas/Pintura na F.B.A.U.L. e é mestre em Ciências da Comunicação/ Comunicação e Artes pela F.C.S.H.U.N.L. Expõe regularmente desde 2002. Das mais recentes exposições individuais incluem-se: Desde as fundações em Direcção ao Céu, Galeria Quadrum, Lisboa (2014), Aberta em par está a porta, Round the Corner/Teatro da Trindade, Lisboa (2011). Das residências artísticas destacam-se as seguintes: Intercâmbio Lisboa/Budapeste (2013) e Chateau de Servieres em Marselha (2012). Colabora ocasionalmente com Isabel Brison, tendo organizado com ela os projectos Daqui não se vê bem (2011) e Paper Architecture (2009). Das mais recentes exposições colectivas incluem-se: Screen City Festival in Stavanger/Sandnes, Noruega (2013), Artists in Residence at Klauzál Square - 1989-2013, Budapeste (2013), Superfície/Obstáculo, Residências COOP, Lisboa (2013), O que passou continua a mudar, Plataforma Revolver, Lisboa (2011), Video in Progress 3: Fields of the Performative’, Cultural & Educational Centre - Vortex, Escópia (2010), Prémio EDP Novos Artistas, Museu da Electricidade, Lisboa (2009).

Página do Artista

Toggle collapsible region

desenvolvido por white imago