Wendelien van Oldenborgh

Lecture/Audience/Camera, 2008/2011

Wendelien van Oldenborgh (Holanda)

 

A obra da artista Wendelien van Oldenborgh evoca sempre o público e o privado, as relações humanas e institucionais como motor civilizacional, onde o importante é o valor da criação, o valor do trabalho e os códigos sociais que permeiam estas relações regidas por status quo definidos. Relatos sociais de grande carga poética documental onde o trabalhador, o artista, a mulher, os marginalizados e invisíveis sociais aparecem como protagonistas. A obra de Wendelien van Oldenborgh é um exercício estético social do estado do mundo.

Lecture/Audience/Camera, filme com 30 minutos de duração, foi produzido durante uma série de três palestras abertas ao público, sendo este o principal protagonista da acção. A obra propõe assim o museu como um local, os conferencistas como protagonistas e os espectadores como parte do elenco, completando o seu ciclo de relatividade. As palestras e os diálogos em torno dela formam a base para o roteiro. As relações entre o conferencista e o público, o público e a câmara, a câmara e o conferencista são referenciadas tanto nas palestras quanto no próprio filme. A edição combina as relações dentro e entre os três eventos ao vivo e inclui ainda a posição do espectador do filme. Com o título referindo-se directamente à obra de Dan Graham, Performer / Audience / Mirror o filme de Wendelien van Oldenborgh é uma homenagem ao tão actual questionamento sobre as relações cruzadas na produção de conhecimento e significado em situações públicas, como a de uma performance ou uma palestra. Esta obra foi produzida no Museu Van Antwerpen Hegendaagse Kunst (MuHKA), nos meses de Março e Abril de 2008 e contou com a participação dos artistas Tanja Widmann, David Dibosa, Ricardo Basbaum, entre outros.

 

Apoio Institucional: Embaixada do Reino dos Países Baixos