Cristina Lamas

Vivo e trabalho em Lisboa. Fiz a minha formação em artes plásticas no Ar.Co – Centro de Arte e Comunicação Visual. Exponho regularmente desde 1999 . Estou representada em algumas colecções públicas e privadas como: Caixa Geral de Depósitos; Fundação PT; Fundação PLMJ; Banco Espírito Santo; Colecção Manuel de Brito. Fui bolseira da Fundação Oriente em 2000 e 2003, e da Fundação Luso Americana em 2001. Sou representada pela Galeria 111

 

1. Cristina Lamas

Artista.

2. O que vês quando olhas para a tua obra?

Vontade de fazer mais e melhor.

3. Que elementos não podem faltar numa exposição tua?

Tempo. Trabalho..trabalho manual..desenho

4. O teu processo artístico em poucas palavras.

Pesquisar, “roubar imagens” e trabalhar. É durante o trabalho que tudo acontece.

5. Artistas vivos ou obras que são uma referência para ti.

Vivos ou não, gosto de muitos artistas e de muitas obras. De momento estou a dar especial atenção ao trabalho de Mark Grotjahn, Edward Ruscha, Ellsworth Kelly , Daan van Golden, gravuras japonesas antigas e cinema.

6. Tendências que tens percebido ou acompanhado nas artes contemporâneas nos últimos 15 anos.

Não sei nada disso.

7. O que é que tu colocarias no teu cabinet de curiosités?

Tudo..guardo muita coisa, a minha casa tem um pouco de cabinet de curiosités.

8. A experiencia como artista residente no CDAP.

Foi boa, só tenho a agradecer

Toggle collapsible region

desenvolvido por white imago